Experiências

Experiências

O que é o Guia

As experiências de outras cidades e estados podem servir de inspiração e apoio para o desenvolvimento de novas políticas de educação integral. Conheça aspectos que se destacaram em trabalhos pelo país. Conte você também a sua experiência.

bernardo

Monitoramento e Avaliação em São Bernardo

São Bernardo (SP)2009 / 2012Acompanhamento e Avaliação

A metodologia de construção do instrumento de Monitoramento e Avaliação também foi colaborativa e participativa em São Bernardo, envolvendo gestores e técnicos da secretaria de educação, diretores e coordenadores pedagógicos de escolas e ONGs, professores articuladores e educadores sociais.

Foram eleitos três focos para serem monitorados e avaliados: Processos; Aprendizagem e Qualidade, a partir dos quais construíram-se os seguintes indicadores de avaliação: gestão democrática; articulação no território e na cidade; formação e condições de trabalho; práticas educativas; infra-estrutura e condições materiais; acesso e permanência; convívio e interações.

Os indicadores referem-se a dimensões que expressam certas realidades que se esperam construir no âmbito do Programa Tempo de Escola. Visam, além de capturar a percepção da comunidade sobre diferentes aspectos da realidade pretendida, tornar o processo de avaliação uma ação pública.

Veja mais no documento Percursos da Educação Integral

santos

Matriz de Monitoramento do Programa de Educação Integral

Santos (SP)2009 / 2012Acompanhamento e Avaliação

A construção da Matriz de Monitoramento do Programa de Educação Integral teve como base os Quatro Pilares da Educação (UNESCO – aprender a conhecer, a fazer, a conviver e a ser). Durou aproximadamente um ano e envolveu ampla consulta entre professores, alunos, educadores sociais, pais, coordenadores, diretores e técnicos da secretaria, por meio de vários instrumentos como urnas em ônibus escolares, entrevistas e questionários.

Em seguida, foram constituídos grupos de trabalho que selecionaram 28 aprendizagens selecionadas dentre as sugeridas, seguindo os seguintes critérios: interesse das crianças e dos adolescentes; relevância social das aprendizagens e viabilidade na execução. Foram organizadas duas Matrizes: uma para crianças de 7 a12 anos e outra para adolescentes de 13 a 17 anos.

As matrizes foram construídas no início do trabalho para permitir que ele fosse acompanhado durante todo o processo e não só ao final. É preenchida durante o ano, com base em registros dos professores e dos educadores, desde listas de presença e avaliações escritas, assim como registros de entrevistas, de rodas de conversa, de avaliações pós-oficina.

Veja mais no documento Percursos da Educação Integral

Já participou de alguma proposta de educação integral?
Conte sua história e ajude outros gestores.

acomp

Avaliação de impacto do Programa Escola Integrada de Belo Horizonte

Belo Horizonte (MG)2005 / 2012Acompanhamento e Avaliação

Preocupada em avaliar os impactos do programa de educação integral no município, a Secretaria de educação estabeleceu parceria com a Fundação Itaú Social para mensurar os resultados conquistados desde sua implementação. Foram focos da pesquisa: as aprendizagens das crianças e adolescentes, a socialização e convivência, a participação em atividades culturais, educacionais e esportivas, entre outros.
Foi utilizada a metodologia de avaliação econômica de projetos sociais, com a comparação de 2 grupos: de beneficiários (ou tratamento) e de comparação (ou controle).

Foram envolvidos na pesquisa uma amostra de 30 escolas em um universo de 181 e 2675 alunos. Foram percebidos resultados positivos em quase todas as dimensões analisadas, demonstrando inclusive a melhoria do desempenho escolar das crianças que participam das atividades de ampliação da jornada. Exemplos de dimensões analisadas:

  • Aumento da Leitura no Ano (entre 2006 e 2007)
  • Aumento do Uso de Computador no Ano (entre 2006 e 2007)
  • Frequência a atividades culturais
  • Prática de esportes
  • Melhoria nos Hábitos de Higiene e Alimentação
  • Incorporação de Estudos
  • Maior interação Social
  • Destaca-se ainda, o diferencial positivo para o grupo de participantes do Programa do tempo alocado para o estudo, para o lazer e para as atividades esportivas, no balanço do tempo dentro da escola e fora da escola.